6 Primeiras lições no Vale

6 Primeiras lições no Vale

E a equipe do Inglês no Vale (bom, uma parte dela) desembarcou na California há alguns dias.

Chegamos em Mountain View, uma importante cidade no coração do Vale do Silício, na última 3a feira (23/06). Já nos primeiros dias fizemos um “reconhecimento do território” e o básico do turismo de empreendedor: visitamos o Museu da História do Computador, e as sedes do Google e da Apple, onde almoçamos com os colaboradores a convite de um grande amigo.

licoes de empreendedores no valeClaro que é um barato ver de perto as sedes destas grandes empresas, mas isso nem começa a ilustrar a experiência que queremos promover com o Inglês no Vale. O INV é um programa para empreendedores que anseiam por mais confiança na comunicação em Inglês, que buscam inspiração para inovar e contatos para expandir suas oportunidades de negócios. Por isso acreditamos no valor da interação com outros empreendedores e com o ambiente, e não apenas da vista por trás das lentes de uma câmera ou de seu smartphone. Com o Inglês no Vale queremos promover uma experiência educacional e de desenvolvimento profissional, muito mais do que uma experiência turística. Pense em uma oportunidade de abrir portas para conexões globais, desenvolver sua habilidade de comunicação em inglês com mais confiança, ganhar em criatividade e inovação, fazer networking. Isso é o que nos motivou a criar este programa.

Voltando a falar de nossa chegada, quero compartilhar alguns aprendizados com você. Quem sabe ajudamos você a desenvolver seu negócio antes mesmo de dar seus primeiros passos no Vale do Silício! Em um próximo post vou dar dicas específicas sobre transporte, hospedagem, alimentação e outras necessidades por aqui. Por agora quero compartilhar nossas primeiras lições e observações, em especial os que acho que podem te ajudar como empreendedor agora mesmo.

Nossas 6 importantes lições:

Claro, o velho adagio “tempo é dinheiro” é levado muito a sério nos Estados Unidos, isto não é novidade para você, certo? Pois aqui vemos alguns desdobramentos desta mentalidade que levam a importantes aprendizados:

1. Saiba apresentar a si e seu negócio da maneira mais simples, objetiva e impactante possível. Uma frase para cada, que deve ser dita, repetida e aprimorada diversas vezes ao dia. Sua apresentação deve servir como convite para que as pessoas sigam conversando com você. Ninguém vai esperar seu discurso de 10 minutos sobre suas motivações e críticas ao status quo para decidir se você é interessante ou não. Acredite, eu tentei. E, eu sei, doeu pra mim também.

2. Tenha uma ‘agenda’, e seja específico. Sempre que abordar um novo contato seja específico quanto ao que levou ao contato e o que você espera. Ninguém, a não ser seus amigos, vai sentar com você para um “cafezinho” ou uma “cervejinha” sem te conhecer ou saber o que você quer. Além disso…

INV Parceiros3. Todo mundo precisa ganhar alguma coisa. Então, quando fizer uma nova conexão, deixe claro o que a pessoa pode ganhar com seu contato, o que você tem que tem valor para ela. É o chamado “what’s in it for me?”, traduzindo de forma idiomática é o “que que eu ganho com isso?”. E essa regra vale pra negócios ou filantropia.

4. Keep it short. Keep it simple. Seja por e-mail, chat, telefone ou pessoalmente. Comece com interações curtas e objetivas. Essencialmente, não espere que os outros entendam mais pelo contexto ou suas elaboradíssimas explicações, flow charts e esquemas complexos de diversos sistemas interdependentes com pés e braços em 27 negócios diferentes que funcionam tão incrivelmente no powerpoint. O que você fez, faz e fará? Se isso não couber em 3 tweets, bom, zzZzzzzZz

5. Mingle. Misture-se. Sempre que tiver uma oportunidade de networking, aproveite-a. E, embora possa ser urgente para você fazer contato com aquela representante do fundo de investimento X, não espere até descobrir quem é a pessoa mais “importante” da sala para juntar coragem e falar com ela. Apresente-se a alguém e puxe uma conversa rápida. Acredite na serendipidade: quando você diz o que está buscando o universo todo ouve.

6. Colabore. Ofereça feedback, ajude, ouça, preste atenção. Agradeça e retribua sempre que possível. Você descobre que muita gente está interessada nas mesmas coisas que você, passam por desafios semelhantes e têm diferentes experiências para contribuir.

Ei, e conecte-se conosco! Nas próximas semanas faremos acontecer a primeira turma do Inglês no Vale, serão mais de 30 atividades em 2 semanas entre San Francisco e Silicon Valley. E já lançamos as próximas turmas!